Buscar
  • Éllen Borges

Doeu...


Doeu quando do nada você me disse "adeus".

Doeu ao perceber que não foi verdadeiro e

nem se importou com os meus sentimentos!

Somente agora consegui aceitar

que as palavras ditas por ti

e o teu jeito meigo de me tratar,

foram apenas a tua maneira de me fascinar...


Doeu perceber que para você fui um passatempo...

Enquanto para mim, estar ao seu lado

era motivo para esquecer as horas e

me perder no tempo...

e em seus braços amava estar

a cada segundo e a todo momento...


Doeu notar que a “nossa” história foi a forma

que encontraste para saciar a tua curiosidade...

e quando esta passou todo o teu "sentimento"

por mim também se findou...


Doeu quando percebi que os nossos momentos,

a nossa amizade, a nossa troca de carinho

e todo aquele cuidado,

da sua parte não foram reais...

E perceber que "o nosso amor" nunca existiu,

doeu ainda mais...


Eu realmente me entreguei...

Em seu amor, carinho

e palavras acreditei.

Fui sincera em meus sentimentos.

Me permiti viver tudo cem por cento...

desejei-te desde o primeiro toque,

fascinei-me desde o primeiro beijo,

amei-te desde o primeiro momento!


Em meus sentimentos, palavras e ações,

fui verdadeira...

A esta paixão, entreguei-me por inteira.

E em troca à minha intensidade, recebi apenas

uma mensagem dizendo:

"Acabou"...

Doeu sentir que fui retirada da sua vida,

quando de mim você se cansou.


Ainda dói ouvir as músicas que juntos ouvimos

e saber que não mais as escutaremos,

pois a minha companhia você não quer.

Dói sentir o cheiro do seu perfume no ar

e saber que não o sentirei mais em sua pele...

afinal, você decidiu que não me quer em sua vida

nem como amiga, muito menos como mulher...


Você soube me conquistar!

Soube fazer a ti o meu coração entregar!

Contudo, no fundo sinto-me enganada...

Ou será que de tão ingênua, sou eu a culpada

por em tuas palavras acreditar?

Como pude ser tão tola ao ponto

de por você me apaixonar?


Teria sido mais fácil se desde o início

mostrasse a sua real intenção.

Assim, não precisaria me cativar

para pouco tempo depois, fazer chorar o

meu já ferido e quebrantado coração.


Porém, a maior dor nem é por você

querer a sua vida seguir.

O que dói é ver a nossa amizade se acabar...

O que fere é notar que ao conhecer mais a

essência da minha alma, de mim

você preferiu se afastar...

O que dói é perceber que à esta paixão,

você não se permitiu

viver e não quis se entregar...


O que dói é perceber que para me encantar

você preferiu a sua verdade ocultar...

você simplesmente decidiu mentir!

O que mais machuca não é o fato de não tê-lo aqui...

e sim saber que neste tempo todo

para me conquistar , você escolheu proferir

palavras sem realmente as sentir!

Fonte da foto: Canva.com

120 visualizações1 comentário
© 2019 por Éllen Borges.
Site criado por Gustavo Muniz